BUENA TERRA MISSIONEIRA


ENCONTRO DE FOLCLORE 
O maior evento de cultura da região

Encerrou com chave de ouro a 5ª edição do Encontro Sul - Americano de Folclore, realizado nos dias 28 e 29 de outubro de 2017. Sob a coordenação da ACB - Associação Cultural de Bossoroca e apoio do Poder Público (executivo e legislativo), além de empresas e pessoas da comunidade, este evento chega a sua 5ª edição coroado de êxito. As dependências do CTG Sinuelo das Missões ficaram completamente tomadas pelo público que compareceu em massa para apreciar um espetáculo de cores e ritmos. As delegações visitantes chegaram na tarde de sexta feira e foram recepcionadas com um jantar oferecido pelo Sindicato Rural. Como sempre, a diretoria do Sindicato mostrou-se com extrema competência e agradou a todos com um cardápio excelente. Após o jantar os visitantes aproveitaram para dançar e divertir-se, numa perfeita integração latino americana.




------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Na última reunião da diretoria da ACB, dia 17 de maio, foi apresentado o cartaz da 5ª edição do Encontro Sul – Americano de folclore, que será realizado nos dias 27 a 29 de outubro no CTG Sinuelo das Missões, em Bossoroca – RS. O cartaz desta edição foge um pouco dos conceitos e critérios utilizados até a 4ª edição, em 2015. A simbologia utilizada no mesmo reforça o sentimento de amizade, respeito e fraternidade. O aperto de mãos significa a união e o comprometimento na divulgação da cultura entre os países participantes, representados pelos respectivos pavilhões. Até o momento já confirmaram presença os grupos: Elenco Artístico Tetãguã Kyrey (Paraguai), Alma de Cardo e Raices Unidas (Uruguai), Ballet de Danzas Folclóricas Pago Montielero e Academia de Danzas Folklóricas Los del Zupay (Argentina) e Grupo de dança folclórica Fênix (Brasil).



BOSSOROCA - Referência cultural nas Missões

No início da colonização do município de Bossoroca, imigrantes de outras pátrias encontraram por aqui hospitalidade permanente. Com costumes diversos e idiomas diferentes, que associaram-se ao dialeto Guarany, formaram ao longo dos tempos, usos e costumes típicos do povo missioneiro. A fusão de sangue entre as diversas origens é o resultado positivo que mostra o bossoroquense de hoje, na altivez, na persistência, na hombridade e na honradez. Tantas virtudes, tantas qualidades, verdadeiro prodígio realizado por aqueles que foram os primeiros habitantes deste lugar, enfrentando todo tipo de dificuldades, muitas vezes com sacrifícios insuperáveis. O caráter, a dignidade e a austeridade de um povo, sobrepujou os preconceitos e toda a objeção imposta pela negligência humana. Esta terra vermelha, com raízes num longínquo passado, esteve adormecida nos séculos, mas surgiu imponente em 12 de outubro de 1965, quando brotou da seiva jesuítica, cheia de vigor e estoicismo. Hoje, depois de 50 anos, a cada dia floresce e frutifica, orgulhando seus filhos e os que aqui se aquerenciaram. A Buena Terra Missioneira está assentada em uma base sólida fundada por imigrantes corajosos e desprendidos e por homens e mulheres, que com raça, escreveram a história de nosso município. As marcas desta história ainda estão por aqui, testemunhando um tempo glorioso e arrojado, como testemunhas do passado, imponentes no presente e desafiando o futuro. Um legado às gerações pelos nossos heróis pioneiros.



ROTA TURÍSTICA CAMINHO DAS ORIGENS

  

O Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável Caminho das Origens concentra se na região centro-oeste do estado do Rio Grande do Sul. Esta rota turística é a prática do Programa de Desenvolvimento do Turismo Regional. A ideia de integrar os municípios que compõe este caminho, nasceu da necessidade de encontrar um denominador comum que sirva de vetor para o desenvolvimento e como alternativa viável para dinamizar a economia regional. A união desses municípios é uma importante alternativa, para que cada um, possa mostrar suas atrações turísticas. Abaixo, as principais características de cada um:

Bossoroca - caracteriza-se como a Buena Terra Missioneira, com uma extensa área destinada à agropecuária, aliada à um grande acervo turístico, constituído por locais históricos e pontos de visitação, como a estátua de Noel Guarany e seu Mausoléu. É conhecida também, por ser o palco de inúmeros eventos culturais, entre eles, o Encontro Sul – Americano de Folclore, que reúne, além de delegações do Brasil, participações de países como a Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile.

 




Nova Esperança do Sul - Capital da Bota, caracteriza-se pelas fábricas de artefatos em couro, além de sua natureza exuberante com matas e cascatas.



Jaguari - tem o título de Cidade das Belezas Naturais, com uma gastronomia baseada na cultura italiana, com a produção de uva e de vinho.


Mata - possui um vasto sítio arqueológico.


Itacurubi - tem como principais pontos turísticos, a Cascata Inhaquã, a Fazenda Rancho Grande e o Templo de Pentecostes.


Cacequi - é conhecida como a Capital da Melancia ou Terra da Melancia.


Capão do Cipó - capital da soja com uma produção exuberante no cenário gaúcho.


Santiago - conhecida por ser a Terra dos Poetas e Cidade Educadora, é um grande polo Regional.


Unistalda - conhecida pela Capital do Pau-ferro por ter uma grande concentração desta árvore nativa, é a maior reserva da América Latina, histórica por guardar na Estância do Carneirinho mitos e lendas das revoluções.


São Francisco de Assis - A Terra do Bugio, está localizada a margem esquerda do rio Ibicuí. Principais pontos turísticos são o Museu Cônego Hugo e a Praia de Jacaquá.

 
São Vicente do Sul - De acordo com registros históricos, a região do atual município de São Vicente do Sul era um antigo aldeamento de índios guaranis. Tem suas origens no ano de 1632, com a chegada dos jesuítas espanhóis. Possui uma extensão do Campus do Instituto Federal Farroupilha. Sua economia é baseada na agropecuária.



-----------------------------------------------------------------------


4 DE MARÇO - INSTALAÇÃO DO MUNICÍPIO DE BOSSOROCA

Em agosto de 1952, pela Lei Municipal 123 do Poder Público de São Luiz Gonzaga, foi criado o 3º Distrito de Bossoroca. Em 1965, formou-se uma comissão pró - emancipação, integrada por Avelino do Amaral Cardinal, Leoveral de Souza Oliveira, João Cândido Dutra e Marcos Fabrício da Silva.
Posteriormente, em assembleia convocada por Lourival Pereira de Brum, aprovada por maioria dos presentes, foram encaminhados todos os documentos necessários para a realização de um plebiscito o qual ocorreu em 22 de agosto de 1965. A maioria dos votos apontou pela emancipação do então, distrito de Bossoroca. O Diário Oficial do Estado, em 18 de outubro de 1965, publicou a lei que criava o município de Bossoroca, em 12 de outubro de 1965. No entanto, haviam pessoas que não queriam a emancipação e impetraram um Mandado de Segurança, cujo processo levou quase um ano e meio para ser julgado. Em fevereiro de 1967 a justiça decidiu a favor da emancipação e a primeira medida tomada pelos membros da Comissão Emancipacionista, foi enviar ao Governo federal, cujo presidente na época era o Gal. Humberto de Alencar Castelo Branco, uma lista contendo três nomes para que fosse nomeado o Interventor federal, até a realização das eleições municipais.
Esses nomes eram: Avelino do Amaral Cardinal, João Cândido Dutra e Vinício Pedro Nascimento. A escolha recaiu sobre Avelino Cardinal, que no entanto, não assumiu, formulando uma carta de renúncia ao Presidente da República. O segundo nomeado, João Cândido Dutra, assumiu imediatamente e tomou as providências necessárias para a instalação do município e organizando os setores da administração. Esta instalação ocorreu no dia 4 de março de 1967.



__________________________________________________________________

BOSSOROCA - 1965 - 2015 - 50 ANOS DE PROGRESSO

2015 - dia 12 de outubro, a Buena Terra Missioneira completa 50 anos de emancipação político administrativa, que para a ACB e certamente para toda a comunidade de Bossoroca, será um data importante e significativa. Afinal de contas, meio século de história e desenvolvimento, não pode passar de forma despercebida. O início desta história ocorreu bem antes, mas foi em  1965, quando alguns fervorosos batalhadores, que entendiam a necessidade do crescimento e conheciam as potencialidades desta terra vermelha, reuniram-se para definir os rumos de Bossoroca.  A Comissão emancipacionista, foi composta por João Cândido Dutra, Marcos Fabricio, Avelino Cardinal e Leoveral Oliveira. Eram homens que queriam uma Bossoroca independente e que teriam por incumbência, promover a emancipação de nosso município, que se desmembrou de São Luiz Gonzaga em 12 de outubro de 1965, através da Lei 5.058, pelo então Governador do Estado Ildo Meneghetti. Conforme Jorge Fialho, falecido a poucos dias e que também participou do movimento emancipacionista, “a fusão de sangues entre as diversas origens, é o resultado positivo que mostra o bossoroquense de hoje, na altivez, na persistência, na hombridade e na honradez”.



NOSSOS VALORES - Poetas em prosa e verso
Um dos grandes eventos realizados pela ACB, o lançamento do livro com trabalhos de bossoroquenses e daqueles que residem ou residiram por mais de cinco anos, foi realizado no dia 24 de outubro, nas dependências do Clube 3 de Julho. Veja nas fotos, alguns momentos deste evento.

"Quando não há fronteiras na geografia da arte" 

3º Encontro Sul - Americano de Folclore 2013 - vídeo oficial

_____________________________________
______________________________________________________________________________________

ASSIM CANTA O RIO GRANDE


DOM ALEJO E SEUS MIJADOS (Rafael O. da Costa Gomes e Erlon Péricles


ULTIMA TROPILHA (Adriano S. Alves e Cristian Camargo)


OS HOMENS DE PRETO (Paulo Ruschel)
Grupo Mas Bah e Orquestra de Sopros de Novo Hamburgo


ESTRADEIRO (Luiz Marenco)


A SAUDADE (Eduardo Cunha - Sabane F. Souza)



O POUSO (Volmir Coelho e Othelo Caiaffo)



AMANSANDO DE GARUPA (Lisandro Amaral e Mauro Moraes)




PRA QUANDO EU CRUZAR A LINHA  (Cristiano Fantineli e Grupo Missões)


TEU AMOR CHEGOU UM DIA (Jairo "Lambari" Fernandes)


ULTIMA LEMBRANÇA (Luiz Menezes / Os Fagundes)


AMADRINHADOR (Sergio C. Pereira - Luiz Marenco)



     DE CIMA DO ARREIO (Erlon Péricles)


ROMANCE DE FLOR E LUNA
(Jairo L. Fernandes / Gujo Teixeira) Juliana Spanevello


MEU AMIGO E SEU BRAGADO (Lisandro Amaral)


AO TRANCO DE UMA NOITE DE VOLTA (Lizandro Amaral)


NO RASTRO DA GADARIA (Jairo "Lambari" Fernandes)


CHAMAMECERO (Mauro Moraes)


DE ALMA, CAMPO E SILÊNCIO


A HORA DO MATE (Neto Fagundes)


A GAITA DA BOSSOROCA (Iedo Silva)


A FRONTEIRA (Rodrigo Bauer)


UM RANCHO NO CÉU (Romeu Weber)


ENTRE O BASTO E O CHAPÉU (Lisandro Amaral)


CÉU NA TERRA PELO RIO ( Tadeu Martins e Lenin Nuñez)


PORTEIRA AFORA (Eron Vaz Mattos, Cristian Camargo e Lisandro Amaral)


IMAGENS (Anomar Danubio Vieira / Marcelo Caminha)


LA PRO QUINTO DISTRITO (Volmir Coelho)


PINTURA EM QUADRO DE AUSÊNCIA (Martin Cesar Gonçalves e Paulo Jose Tin)


MAGIA DOS MATES (João Antunes, Vasco Rodrigues e Nilton ferreita)



Fazendo cerca (Binho Pires / Erlon Péricles)



Os olhos do meu cavalo (Gujo Teixeira e Cristian Camargo)



De estância e saudade



CANTO A BOSSOROCA (J. velloso / Gaúcho Pereira / Calico Ribeiro)

********************************************************************* 

É ASSIM NO RIO GRANDE DO SUL - DIA DE MARCAÇÃO

Edifício Dutra - Rua João Gonçalves

Edifício Dutra - Rua João Gonçalves

Prefeitura Municipal

Prefeitura Municipal

Rio Piratini

Rio Piratini

Sociedade Amigos de Bossoroca - SAB

Sociedade Amigos de Bossoroca - SAB